Implantes Hormonais Contracepção (Anticoncepção)

São também conhecidos como Contracepção de Longo Prazo.

Vantagens:

  • Protegem por mais tempo quando comparados ao anticoncepcional oral (pílula);
  • Não tem como esquecer;
  • Tem alta eficácia.

Basicamente, são encontrados no mercado 3 tipos de implantes para anticoncepção:

1 - SIU (DIU Hormonal)

O SIU tem eficácia de 5 anos.

É um dispositivo de plástico, macio e flexível em formato de T.

É colocado dentro da cavidade uterina pelo médico, podendo ser realizado o procedimento na grande maioria das vezes no consultório. Em alguns casos devido a particularidades da paciente pode existir necessidade de colocação sob sedação no hospital.

Como funciona: liberação de levonorgestrel em baixa dose hormonal com ação predominante local (uterino). Não contém estrogênio.

Método muito eficaz, sendo comparado à laqueadura tubária, sendo que tem a vantagem de diminuir significativamente o fluxo menstrual. Existindo a parada do fluxo em 30% das usuárias. Com a redução ou suspenção do fluxo menstrual muitas pacientes acabam ainda por se beneficiar com alívio das cólicas. A redução do fluxo menstrual é excelente para aquelas pacientes com fluxo intenso e muitas vezes com deficiência de ferro e anemia.

2 - DIU (de Cobre ou de Prata)

O DIU de Cobre ou de Prata tem eficácia de 5 a 10 anos.

É um dispositivo de plástico em formato de T que contêm fio de cobre e pode ser associado a uma camada de prata.

É colocado dentro da cavidade uterina pelo médico, podendo ser realizado o procedimento na grande maioria das vezes no consultório. Em alguns casos devido a particularidades da paciente pode existir necessidade de colocação sob sedação no hospital.

Como funciona: liberação de íons de cobre predominantemente no local.

Quando associado a prata parece diminuir a fragmentação do cobre no organismo (evento raro) e talvez aumentando sua eficiência e diminuindo o fluxo menstrual. Mas estes benefícios (da prata) não parecem ser significativos.

Este método tem o inconveniente de não reduzir fluxo menstrual, nem mesmo o desconforto neste período. Mas também por não influenciar em nada no ciclo menstrual várias pacientes tem preferência, pois querem manter o fluxo.

3 - Implante Subcutâneo

Este tipo de implante tem eficácia de 3 anos.

É um pequeno tubo plástico, flexível, colocado no braço, debaixo da pele pelo médico.

Procedimento realizado com anestesia local, mínimo desconforto.

Como funciona: liberação sistêmica de etonogestrel, hormônio progestogênico. Este hormônio é liberado continuamente na corrente sanguínea para evitar a gestação. Não contém estrogênio.

Reduz o fluxo menstrual, mas pode apresentar escapes que devem ser manejados pelo médico individualmente. Pode também aliviar cólicas e desconforto menstrual.

Também existem opções com eficácia de 6 meses.

Trata-se de um tubo flexível colocado na região glútea.

O Nestorone é uma progesterona em um único implante contendo 50 mg que inibe a ovulação por 6 meses.

A menstruação e a tensão pré-menstrual (TPM) também são inibidas, embora possa ocorrer escapes durante os primeiros meses de uso.

As pacientes portadoras de ovários policísticos (SOP), o bloqueio androgênico resulta em melhora da sintomatologia mais rapidamente do que com o uso de anticoncepcionais orais.

Os métodos de contracepção de longo prazo são indicados como escolhas de primeira linha pela Academia Americana de Pediatria.

Esta escolha é um pilar para de fato reduzir o número de gestações na adolescência.


Mais informações: ELMECO Implantes Hormonais

Dra. Jaqueline Behrend Dra. Jaqueline Behrend

Blog da Jaque

Notícias Saiba Mais